KX 250F

Tipo de motor – Monocilindrico, DOHC 4 válvulas
Cilindrada – 249 cm³
Potência máxima – -/ – rpm
Alimentação- Injeção de combustível: Ø 43 mm x 1
Refrigeração –  Refrigeração líquida
Transmissão – 5 velocidades

Preço – 7.595€

Categorias: , .
Etiqueta:
PESO

106.2 Kg (ordem de marcha)

DIMENSÕES (CxLxA)

2,172 x 825 x 1,270 mm

ALTURA DO ASSENTO AO SOLO

945 mm

CAPACIDADE DO DEPÓSITO

6.4 Litros

PNEUS - DIANT. | TRAS.

80/100-21 51M
100/90-19 57M

TRAVÕES - DIANT. | TRAS.

Disco semi-flutuante em pétala de 270mm.
Disco de 240mm em pétala

SUSPENSÕES - DIANT. | TRAS.

Suspensão telescópica invertida de 48mm SFF – Suspensão de Funções Separadas (Tipo 2). Com 22 modos de compressão, 20 modos de extensão e 40 modos da pré carga da mola.
Braço oscilante tipo Uni-Trak. 19 modos de compressão (a baixa velocidade), 4 voltas (alta velocidade). 22 modos de extensão. Pré carga da mola totalmente ajustável.

KX 250F

A Rainha da classe.

Com mais vitórias nos campeonatos de Supercross e Motocross, que as restantes equipas, a KX250F é o modelo que mais se aproxima da tecnologia usada em competição.

Para este ano, a KX250F ganha uma série de alterações que lhe trouxeram maior potência e binário que são geridos de forma mais suave e linear. Também o chassis beneficiou dos ajustes nas suspensões que proporcionam maior absorção de impacto. A KX250F leva o MX2 a outro nível.

A Z900 é uma moto com grande capacidade de personalização, possuindo uma listagem infindável de acessórios.
Conheça-os melhor aqui: LISTA DE ACESSÓRIOS

A KAWASAKI é uma marca que pertence à divisão MOTORCYCLE & ENGINE COMPANY da KAWASAKI HEAVY INDUSTRIES, uma multinacional especializada no desenvolvimento de transportes, tais como a construção naval, aeronáutica, comboios e desenvolvimento aeroespacial.

A história da Kawasaki começa em 1878, quando Shozo Kawasaki criou a Kawasaki Tsukiji Shipyard, um estaleiro naval especializado em transoceânicos em aço. Posteriormente a empresa começa a diversificar a sua oferta, expandindo-se para outros setores de transportes e construção, passando a construir barcos, comboios, aviões e pontes.

Após a segunda Guerra Mundial, a empresa enfrenta sérios obstáculos. A Kawasaki fora um dos principais produtores de aviões da frota imperial japonesa e com o fim da guerra dois problemas: diminuição das encomendas (e respetivo excesso de mão-de-obra) e imagem desgasta por estar associada com os kamikazes.  Deste modo a empresa, tal como as suas congéneres europeias, decide aplicar o conhecimento que tinha na produção e motores de avião e começa a desenvolver pequenos motores para motociclos em 1949. Depois de começar a fornecer alguns produtores locais, a Kawasaki alia-se ao mais antigo fabricante japonês, a Meguro (primeiro modelo reporta a 1937), para desenvolvimento de modelos em parceria.  A parceria evolui e a Kawasaki compra os direitos da Meguro para produção dos seus modelos, nas suas instalações, sendo que em 1963 as duas empresas fundem-se, dando origem à Kawasaki Motorcycle Co. Ltd.

A entrada na indústria de motociclos foi impulsionada pelo esforço constante da Kawasaki em desenvolver novas tecnologias. Ao longo dos anos foram lançados vários modelos que ajudaram a moldar o mercado e a criar produtos lendários com base na velocidade e poder de nossas máquinas. Em 1996, a marca ultrapassou os 10 milhões de veículos produzidos, confirmando a sua capacidade em atender às necessidades dos mais diversos condutores. Com a máxima “Deixar os bons tempos rolar”, os mais recentes desenvolvimentos certamente irão dar origem a novas lendas.